#AVozDeDamiris. Desabafo

A imagem pode conter: texto que diz "#AVozDeDamiris Humans of Cercadinho do Alvorada Personagem de hoje: Deus de um cidadão de bem"

#AVozDeDamiris.
Crônicas de um cidadão de bem.

Há quem diga que minha vida é um paraíso. Mas nem sempre é assim. Enquanto vocês escolhem o que fazer ou onde ir, eu preciso estar em todos os lugares, muitas vezes contra minha vontade. Vocês também escolhem com quem conversar. Eu ouço a todos que me chamam – e, acreditem no que eu digo, além de serem muitos, meus interlocutores são insistentes e “sem noção” (adorei essa expressão que aprendi na Malhação).

De uns tempos para cá, sempre há demanda no cercadinho do Alvorada. Um pede favor particular, o que até é mais simples. Mas outro quer que eu ajude o Mito a salvar o País e depois se reeleger e reeleger e ter o 03 como sucessor. Um terceiro insiste em convocar a mim e à minha turma para uma grande ação de extermínio de comunistas e da Globo. A Marlete, que queria ser atriz e tem uma quedinha pelo Eduardo, insiste que eu colabore para que o rapaz vire Chanceler. Até em favor do AI5 já foram registrados pedidos por aqui.

Eu ouço, coço a barba, suspiro e sofro. A boa memória me impede de esquecer o que ouço e vejo no Cercadinho. Ao mesmo tempo, negar minha disposição natural a ajudar é um peso. Já conversei com psicólogos e psquiatras e ainda não consegui superar a ansiedade que isso tudo me causa. Mas, entendam, simplesmente não posso fazer a maior parte das coisas que pedem! O Sigmund, que anda por aqui, já foi claro: “ou ignora essa turma ou o Senhor vai enlouquecer. Abandone esse papel de pai superprotetor pelo bem da Sua sanidade. Não dê ouvidos a loucuras ou idiotices! Seja firme homem de Deus! (esse último, um conselho-heresia que quase o tirou da minha vizinhança)”.

Decidi tentar, mas mudança tão grande exige muita reflexão.

Eis que, por sorte, logo depois da consulta as aglomerações diminuíram e há dias quase não recebo chamados do cercadinho. Pensei comigo mesmo: agora terei o tempo que preciso para me acalmar. Mas eis que o Malafaia, sempre ele, insiste em reunir milhares de pessoas a exigir minha presença.

Vou acabar doido!

*Damiris passou os últimos dias com uma tosse seca e febre. Indisposto, não produziu o perfil da série Humans of Cercadinho do Alvorada. A editora pediu ajuda a Deus para resolver o problema. Ele colaborou.