#AVozDeDamiris. Mensagem para 2020.

A imagem pode conter: texto

Depois de meses mais sumido do que o Queiroz, o Damaris, o cronista cidadão de bem, voltou. A mensagem para 2020 tem até citação musical. Não do Chico, que é comunista, mas de outro grande sucesso nacional. Quem identificar cita nos comentários

TRADIÇÃO E FAMÍLIA. Crônicas de um cidadão de bem.
A editora comunista desse jornal vermelho por certo esperava de mim uma mensagem otimista para começar o ano. Quem sabe uma dessas bobagens que rimam amor e calor, complementada por versos do Chico e imagens de pessoas abraçadas.

Talvez ela esperasse também uma retrospectiva otimista. Afinal de contas, 2019 foi um ano de muitas alegrias para o cidadão de bem. O 01 prosperou. Olavo brilhou. Damares aconselhou. Luciano Hang voou. Weintraub encantou. O mito, mais do que nunca, mitou.

Mas não é hora de festejar. Os espectros do comunismo e do progressismo devasso ainda rondam o País e precisamos aprofundar o que apenas começou. O essencial, agora, é armar cada espírito para enfrentar os próximos meses. Nada de tolerância com o inimigo. O homem de bem está em guerra – e a guerra exige sacrifícios.

Felizmente, não fui o único a perceber a importância de manter o foco na construção de uma sociedade que valorize a Tradição, a Família e a Propriedade. As primeiras bandeiras de 2020 já estão desfraldadas. Nossa ministra já lembrou que a devassidão causa a gravidez precoce . Nosso líder máximo apontou o caminho para uma nova educação, que pode ter nos livros de colorir uma ferramenta de encantamento e motivação dos alunos.

Agora é aguardar pelas diretrizes do Olavo, do Salles e do presidente da Funarte. Acataremos toda e qualquer orientação. Somos amigos. Unidos venceremos a semente do mal.