#baratavoa. Bolsonaro superfaturava tanque de gasolina.

A imagem pode conter: 1 pessoa

O jornalista Lúcio de Castro, ex-ESPN e hoje fazendo jornalismo na Agência Sportlight, resolveu cavucar nas notas fiscais do Congresso, via lei de acesso à informação, sobre a vida pregressa do presidente do Brasil e não é que achou? Notas e notas fiscais de gastos com combustível em postos do Rio de Janeiro entre os anos de 2009 e 2011. Mas não qualquer valor. O presidente, então deputado, teve as manhas de botar mil litros de gasolina no carro. Tixa, mas cabe tudo isso? não darling, não cabe. Em dinheiros de hoje, na média, o então deputado gastava 4 mil reais a cada ida no posto.

Mas o que é pior: o Congresso autorizou o reembolso com esses gatos, digo, gastos. E ainda tem mais, em alguns casos os gastos eram feitos no Rio enquanto o deputado estava presente em sessão na casa legislativa em Brasília. Oshh!!! Como isso acontece, né?

https://agenciasportlight.com.br/index.php/2020/04/07/exclusivo-notas-fiscais-revelam-superfaturamento-do-deputado-jair-bolsonaro-em-reembolsos-da-verba-de-combustivel/?fbclid=IwAR1KFMNXoa-yZUYEV4_DqA4YtcblUSOw5GwusgyeSZA-g_ogqxFhmXs8wDE