#baratavoa. Di Caprio “Tacou fogo na Amazônia”.

Bolsonaro gosta de uma treta internacional. Hoje de manhã, falando com seus adoradores em frente ao Palácio da Alvorada resolveu botar a culpa do fogo da Amazônia no Leonardo Di Caprio. Sim, o ex da Gisele, o galã do Titanic, o ator mega master plus block buster de Hollywood.

“Agora, Leonardo DiCaprio é um cara legal, né? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia.”

A imprensa internacional já começou a repercutir a fala de Bolsonaro. Quanto tempo até o Titanic afundar?

O que dizer? Para começo de conversa, Bolsonaro já tomou como verdade absoluta que foram os ongueiros de Alter do Chão que botaram fogo na floresta por conta de um inquérito tão duvidoso que o governador do Pará chegou a mudar o chefe da investigação. Bolsonaro não para de dizer: eu não disse que eram as ONGs?. Engraçado que quando se trata do inquérito de Flavinho, o 01, daí não, daí o ministério público é que persegue ele.

Enfim, darling, as provas do inquérito são tão bizarras que o delegado de polícia que investigou o caso entendeu que uma conversa sobre o fotógrafo ser maconheiro era prova cabal de que botou fogo na floresta. O papo era esse: “… o fotógrafo que mais queima e apaga mato do Amazonas”.

A polícia pediu a prisão de 4 brigadistas dizendo que eles botaram fogo para fazer imagens, vender as fotos para a ONG WWF e que a ONG por sua vez foi lá e pegou um dinheirinho do Di Caprio. Mais precisamente 500 mil dólares, no dólar de hoje mais de 2 milhões de reais.

A WWF já se manifestou negando veemente que obteve qualquer doação de Leonardo Di Caprio. Mas mesmo que Di Caprio tivesse doado dinheiro, Bolsonaro solta uma frase desta para seus apoiadores como se o ator tivesse doado dinheiro sabendo que estava sendo usado para botar fogo na Amazônia. Sem provas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *