#baratavoa. Mais uma do Decotelli.

A imagem pode conter: 2 pessoas, texto

Acho que o Decotelli dançou. Mais uma mentira no currículo, como se fosse possível. Agora foi a vez da FGV dizer que ele nunca foi professor na instituição, como o ministro da educação dizia. Gente, mas que acontece com a pessoa? Que compulsão é esta para mentir?

1. Plagiou a dissertação de mestrado. Diz ele que foi por distração.
2. Não teve sua tese de doutorado aprovada, mas ele dizia no currículo que era doutor.
3. Se nem era doutor, não podia ter um pós-doutorado. Mas foi assim que ele descreveu uma pesquisa de três meses que fez em uma universidade da Alemanha.
4. Deu a entender que foi professor da FGV entre 2001 e 2008. A FGV disse que ele era um colaborador em cursos de educação continuada e não nas escolas da instituição.

Como já cansamos de publicar fotos do ministro de tanto que ele mentiu em tão poucos dias, vamos de Rita Lobo que é mais divertido.

#PósPost. Volto a dizer que agora só falta a UERJ dizer que ele não fez curso nenhum lá.