#baratavoa. Alô polícia, afinal Bolsonaro estava ou não em Brasília?

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto
A imagem pode conter: 2 pessoas, texto

ATUALIZADO às 16h: O vídeo da transmissão da Sessão Plenária do dia 14 de março de 2018, com início às 15h20, mostra imagens de Bolsonaro em pelo menos dois momentos da transmissão. No tempo 4:32:22 e no tempo 4:47:56. Ou seja, lá pelas 20h. Ou seja, uma prova visual de que ele estava em Brasília? Aqui o link:
https://www.youtube.com/watch?v=y5RCxANBEvs

#baratavoa. ALÔ POLÍCIA, AFINAL BOLSONARO ESTAVA OU NÃO EM BRASÍLIA? Um tuíte de uma jornalista postado no dia 14 de março do ano passado está reacendendo o caso Marielle e Bolsonaro. Olha a treta! Thaís Bilenky que era repórter da Folha na época, hoje é da revista piauí, escreveu próximo ao meio dia e meia daquele dia que Bolsonaro teve uma intoxicação alimentar e precisou reduzir o ritmo da agenda e que teve que voltar para o Rio mais cedo. E que a informação tinha sido dada pela assessoria de imprensa do deputado.

Detalhe, este foi o dia da morte da Marielle em que Bolsonaro disse que estava em Brasília e que tem a digital dele no painel de votação às 17h50. E mais, é o mesmo dia que o porteiro disse que falou com seu Jair em sua casa sobre a entrada de Elcio Queiroz, um dos acusados de matar Marielle.

Para quem não lembra, o Jornal Nacional publicou reportagem mostrando que em depoimento o porteiro contou que Elcio chegou ao condomínio, horas antes da morte, e disse que iria à casa 58, de Bolsonaro. E que depois se dirigiu à casa 66, de Ronnie Lessa, outro acusado da morte. Quando viu que o carro estava indo para outro lugar interfonou para a casa 58 e que escutou o que ele achou ser a voz do seu Jair dizendo que sabia para onde Élcio estava indo.

Nos registros das despesas de Bolsonaro naquele dia estão duas passagens de avião de Brasília para o Rio. Uma para o aeroporto Santos Dumont, que foi reembolsado, e outra para o Galeão. Mas não consta a hora dos vôos. Mas e aí? A polícia está investigando isso tudo?

Parece que nem a jornalista se deu conta que havia feito este post. O tuíte foi descoberto pelo advogado Eduardo Goldenberg que parece que é um fuçador profissional. Ele não advogado para ninguém no caso.

Na Folha, Thais publicou uma matéria em que tentou ouvir Bolsonaro sobre o assassinato de Marielle no dia 15 perto das 21h. E nesta reportagem ela conta que a assessoria informou que ele estava com intoxicação alimentar e que ele não iria comentar, e se comentasse seria polêmico demais.

#baratavoa. Invasão ou Deserção.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Está o maior tititi nos sites de notícias e posts nas redes sociais sobre a “invasão” de um pessoal ligado ao autoproclamado presidente Juan Guaidó na embaixada da Venezuela em Brasília.

Mas todos noticiam que a própria embaixadora nomeada por Guaidó em carta informou que funcionários da embaixada permitiram voluntariamente a entrada do pessoal. Tais funcionários são ligados a Nicolas Maduro. E permitiram a entrada. Então darling, isso não parece uma invasão, parece uma deserção, né não?

Mas está uma confusão porque o adido militar que é fiel a Maduro não gostou nada disso e está lá do lado de fora, observando.

O Dudu Bolsonaro, o 03, claro, foi para as redes dizer que apoia e que demorou esse pessoal tomar a embaixada, afinal Bolsonaro não reconhece mais Maduro como governo.

Como hoje começa a reunião dos BRICS, que reúne os chefes de estado do Brasil, Rússia, Índia, China e Africa do Sul, o povo acha que o acontecimento é para provocar a Rússia, que apoia Maduro na Venezuela. A imprensa russa inclusive está lá na frente da embaixada noticiando.

#PP (para os perdidos). Presidente autoproclamado é o novo pretinho básico. E o que é isso, Tixa? É quando o cara chega lá e diz que agora ele é o presidente mesmo sem ter sido eleito ou referendado pelas instituições. Guaidó fez isso na Venezuela na tentativa frustrada de derrubar Maduro. Ele anda por lá e pelo mundo como presidente, mas a verdade é que ele não manda nada no país, apesar de dezenas de outros países o terem reconhecido como presidente.
#PP1. E por que moda? Porque ontem uma senadora se autoproclamou presidente da Bolívia, depois da saída de Evo Morales, mesmo sem o referendo do Senado.

#baratavoa. Aliança sem Aliança.

A imagem pode conter: 1 pessoa, terno

Aliança pelo Brasil é o nome do novo partido de Bolsonaro. Só resta saber com quem será esta aliança, né Tixa? Pois é, darling, porque a bem da verdade é que o presidente está quebrando a aliança com seu partido e não é lá muito conhecido por manter aliados. Repara na quantidade de militares que já deixaram o governo. Alguns como o general Santa Cruz sequer foram avisados antes.

O anúncio foi feito hoje em reunião com deputados do seu agora ex-partido, o PSL, segundo informou a deputada Bia Kicis pelas redes (mas depois ela apagou, vá saber!).

Flavinho, senador e 01, também vai junto. Dudu por enquanto não falou nada. Se sair do PSL corre o risco de perder o mandato, teria que negociar a saída com o partido. E Carluxo? Carluxo saiu das redes, darling. Não sabemos mais nada dele. Mas de qualquer forma ele nunca foi do PSL. Ele é do PSC. 😱

Todos os deputados que devem seguir Bolsonaro vão ficar no PSL até que o novo partido exista no papel. Mas o rolê vai ser monstro. Precisa conseguir 500 mil assinaturas e ainda o aval do tribunal superior eleitoral.

E o PSL? O PSL está lá com crédito milionário no fundo eleitoral, que vai entregar ao partido cerca de 750 milhões até 2022. E o presidente, Luciano Bivar, já está buscando alianças com outros partidos como o DEM, do Maia.

PP. (para os perdidos). O presidente e o senador podem sair do partido quando bem entendem porque são donos de seus mandatos. O partido é dono somente dos mandatos de deputados e eventualmente podem expulsa-lós por infidelidade partidária.

ATUALIZAÇÃO: Joice Hasselamnn, que brigou com The Bolsonaros, está provocando os deputados do PSL que disseram que vão seguir Bolsonaro a ir pedir as contas do partido hoje mesmo.
Foto: Marcelo Chello

#baratavoa. Globo e você, tudo a ver.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, texto

As bravatas de Bolsonaro sobre “não vai ter mais dinheiro público pra vocês”, falando com a Globo, podem acabar se voltando contra ele. O Tribunal de Contas da União andou dando umas fuçadas nas contas com publicidade em TV e constatou que Record e SBT receberam mais verba publicitária do governo federal que a Globo. Ah! Vá dizer!!!

Acontece que a Globo tem muito mais audiência, o dobro das duas juntas, segundo dados da Associação de Agências de Publicidade. O próprio relatório técnico, que a Lagartixa e outros órgãos de imprensa tiveram acesso, mostra que o público da Globo é muito maior.

Então o governo vai ter que se explicar porque não basta dizer que a emissora faz fake news e é canalha para decidir tirar a publicidade da empresa. Ou aumentar a publicidade da Record e do SBT só porque seu Edir Macedo e seu Silvio Santos fazem tudo o que o presidente quer.

A análise na hora de decidir publicidade tem que ser técnica e não política. Como uma emissora que tem mais audiência recebeu apenas 16% das verbas enquanto Record e SBT receberam 40% cada? Deu ruim. A Globo faturou neste ano 2,65 milhões com anúncios governamentais. Tanto Record quanto SBT receberam quase 7 milhões cada uma.

De qualquer forma, o governo reduziu drasticamente o gasto com publicidade em TV. No ano passado, foram 71 milhões com as três emissoras, sendo 28 milhões para a Globo e 22 milhões para cada uma das outras duas. Até agora, neste ano a verba total distribuída às três foi de cerca de 20 milhões.

PP (para os perdidos). Edir Macedo e Silvio Santos apoiam o governo Bolsonaro. O bispo chegou a declarar seu apoio publicamente às vésperas das eleições. A Record inclusive é um dos veículos preferidos do presidente quando quer dar uma entrevista exclusiva.

#baratavoa. Bolsonaro: Lei de Segurança contra Lula.

A imagem pode conter: 1 pessoa, noite e terno

Bolsonaro deu uma entrevista bem reveladora para O Antagonista.
1. Ele admite que já sabia que a Globo ia fazer matéria do porteiro muito antes de ser procurado pela emissora. Ali Kamel, diretor da Globo, informou que uma fonte muito próxima à família que repassou a informação, dando a entender que foi usada pelos The Bolsonaros.
2. Admite, em outras palavras, que quando se trata dos seus amigos ou familiares exige que “quem de direito” lhe informe antes.
3. Diz que houve fraudes nas últimas eleições. Tixa, mas ele não se elegeu? Já estou na dúvida, darling.
4. Diz que pode usar a lei de segurança nacional contra Lula, caso ache que o ex-presidente está indo atrás dos seus objetivos (que é tomar o poder)
5. Diz que Lula nunca trabalhou e sempre viveu às custas do Estado.

Alguns momentos:
INFORMAÇÃO PRIVILEGIADA. “Quando chegou ao meu conhecimento acerca dessa investigação em cima do Hélio Negão, eu chamei a quem de direito, não vou dizer o nome aqui, e falei: “Você tinha que me avisar, mas fui avisado por terceiros”.
… Não quero que me blindem, mas não aceito que me persigam.”

GLOBO. “Agora por que a Globo divulgou? Eu vou deixar claro para você. Quando meu avião decolou para o Japão, passadas algumas horas, eu juntei lá tinham cinco parlamentares, mais ministros, juntei o pessoal e falei ó: “Durante a minha viagem, vai acontecer isso. A TV Globo vai falar em primeira mão esse caso da Marielle”.

LULA. “Ele disse agora que é a hora de tomar o poder. Eles tentaram tomar o poder no passado, por vias não democráticas. Chegaram pela democracia, se embebedaram no poder e querem voltar a qualquer custo, até porque grande parte das pessoas nunca trabalhou, sempre viveu às custas do Estado. Então, o fato de eu não querer rebater palavra por palavra do que ele fala a meu respeito é para não dar palanque para ele.”

LULA 2. “Temos uma Lei de Segurança Nacional que está aí para ser usada. Alguns acham que os pronunciamentos, as falas desse elemento, que por ora está solto, infringem a lei. Agora, nós acionaremos a Justiça quando tivermos mais do que certeza de que ele está nesse discurso para atingir os seus objetivos. “

CORTEM A CABEÇA. “Eu fiz uma campanha defendendo, por exemplo, armamento, família, liberdade religiosa, liberdade de imprensa e, quem não seguiu essa linha, não estava no governo certo. Não pode. Vamos supor que a Damares resolva defender ideologia de gênero, vai ser defenestrada.”

VOTO IMPRESSO. Se bem que eu desconfio das eleições, de que houve fraude, desconfio tanto é que nós vamos, estamos já trabalhando para voltar ao voto impresso. Para o caso das eleições do ano que vem, está difícil, mas em 2022.

Foto: Marcelo Chello

#baratavoa. Maia defende que se deixe pra lá a prisão em segunda instância.

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

Rodrigo Maia disse que o discurso do Lula foi meio raivoso quando saiu da prisão, que não há como haver uma parceria de centro com o PT, tretou com o General Heleno dizendo que ele não sabe o que faz ao fazer ironias, mas o que pegou mesmo na entrevista que o Maia deu ao Estadão nesta tarde foi a treta da prisão em segunda instância.

“Qualquer resposta precipitada que o Parlamento der, vai ser o responsável por gerar mais instabilidade política”. Sem contar que pode travar todas as reformas que o governo quer que ande no Congresso.

Se você está perdido e nem sabe do que se trata, lembre-se que o Supremo decidiu na semana passada que a lei diz que só se pode prender as pessoas que já tiverem tido todos os recursos julgados pela Justiça e por isso Lula pôde ser solto. Os bolsonarianos em peso defendem que se possa prender as pessoas após segunda instância e saíram feito loucos para fazer andar o projeto que altera a lei, na Câmara dos Deputados.

O que Maia está dizendo em outras palavras é que se o Congresso votar a toque de caixa uma mudança na lei para permitir a prisão após segunda instância o caso vai de novo para o Supremo.

E por quê, Tixa amada? Porque o projeto que está rolando no Congresso, segundo Maia, altera uma cláusula pétrea da Constituição, ou seja, que não pode ser alterada assim de qualquer jeito. É preciso que se refaça a Constituição para alterar cláusulas pétreas, o que significa chamar uma assembleia constituinte.

Pergunta: Não é melhor só a Justiça ficar mais célere? E julgar rapidamente todos os recursos que as pessoas têm direito?

Foto: Marcelo Chello

#baratavoa. “Não dê munição ao canalha”.

E assim Bolsonaro respondeu ao ataque que Lula fez ontem após ganhar a liberdade.

Tixa do céu, the treta never ends? Pois é, darling. Está só começando pelo visto. Bolsonaro ainda fez questão de afirmar que está livre só momentaneamente. A propósito, parece um mantra. Ontem Carluxo falou a mesma coisa e mesmo o juiz Bretas, da Lava Jato do Rio, postou uma frase que na vida todos os problemas podem ser resolvidos e alguns em muito pouco tempo.

Lula ontem começou os ataques ao Bolsonaro dizendo que tem um capitão de verdade(seu segurança), que a situação do povo só piorou depois que ele foi preso e de que Bolsonaro é o mentiroso do Twitter.

E na sua conta, no Twitter, Bolsonaro retrucou dizendo que não se pode cometer erros, que sem um comando mesmo a melhor tropa perde o rumo e sai atirando inclusive nos amigos. E postou o vídeo do discurso que fez ontem dizendo que Moro cumpriu sua missão e que sem isso, ele Bolsonaro não seria eleito. Moro foi quem mandou prender Lula.

Lula logo mais fará, como ele mesmo disse, um “discurso à nação” em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo.

Vem mais chumbo por aí?

PP (para os perdidos). Lula foi solto por conta de decisão do Supremo que impede a prisão sem uma condenação final na Justiça (trânsito em julgado). Lula ainda recorre do caso do triplex. Ou seja, ele não foi absolvido pelo Supremo. Lula pode voltar à prisão por varios motivos. Algum juiz pode decretar prisão preventiva em alguns dos vários processos que responde ou mesmo o caso do triplex, que já foi julgado pelo STJ, pode transitar em julgado.

#baratavoa. Porrada no Pânico.

Treta, treta, treta! Augusto Nunes, o jornalista de direita acaba de agredir fisicamente Glenn Greenwald do The Intercept Brasil, ao vivo, durante o programa Pânico da Jovem Pan.

Tiiiiixa, como assim? Darling, Glenn tomou tapa na cara. Ambos discutiam por conta do episódio onde Nunes disse que o juizado de menores deveria investigar a forma como os filhos de Glenn e seu marido, o deputado federal David Miranda, cuidavam dos filhos, já que o casal não teria tempo para cuidar das crianças.

Durante o bate boca Glenn chamou Nunes de covarde. Daí, azedou o pé do frango. Nunes sentou um tapa na cara de Glenn. Emílio Zurita, o âncora, chamou os comerciais. Mas ao fundo se ouvia Glenn ainda chamando Nunes de covarde e ele retrucou: covarde, mas apanhou na cara.

#baratavoa. Feliciano quer dar um trato em Randolfe.

Treta, treta, treta. Vazou áudio onde o deputado Marcos Feliciano pede ajuda para espancar o senador Randolfe Rodrigues nas redes.

Tixa do céu, virou uma grande #vazaJato o Brasil? Pois é Darling, parece que a moda pegou. No tal áudio, Marcos Feliciano, pastor e cordeiro de Deus, pede para outro servo do Senhor, o presidente do PSL no Amapá, Pastor Guaracy Jr., que arrume uma galera para ir no facebook e no twitter de Randolfe e “espancar ele”.

Tixa, virou baixaria! Darling, darling. Baixaria era quando estava bom, vamos combinar? O negócio desandou e parece que as milícias digitais continuam a todo vapor. 

O senador se indignou, chamou o deputado de covarde e disse que ia pedir a convocação de Marcos Miliciano, digo, Feliciano, para depor na CPI das Fake News. O pastor retrucou e disse que Randolfe é histérico. B-A-R-R-A-C-O!

Eu disse, aqui não é Netflix mas tem diversão para todos os gostos e estômagos!!!