#NãoTemNoBR. Protesto americano

ERRAMOS. Alguns leitores chamaram a atenção para o título da matéria sobe pagar pagar pau para o hino americano, e eles têm razão. Está errado. Os militares prestam continência para a bandeira brasileira que é hasteada também para quem ganha medalha de prata. Desculpas pelo erro.

#NãoTemNoBR. BRASIL PAGANDO PAU PARA HINO AMERICANO. Enquanto o atleta americano se ajoelha durante o hino dos Estados Unidos em protesto contra Trump, o que fazem os brasileiros que também estavam no pódio? Batem continência. É, eles são militares. Os brasileiros. Tenho que dizer que talvez eu não entenda nada de práticas militares. Achei que o Brasil não devia ser subordinado a um outro país, mas eu sou só uma Lagartixa.

Quer saber mais sobre o atleta americano? Seu nome é Race Imbodden, esgrimista e ganhou ouro e bronze no Pan do Peru. Está revoltado com o ódio que Trump está espalhando pelos Estados Unidos e convoca a todos que usem suas posições em prol da mudança.

Veja o que Imbodden escreveu em suas redes sobre o episódio:

“Precisamos pedir mudanças.

Nesta semana tive a honra de representar o time americano nos Jogos Pan-Americanos, levando para casa as medalhas de ouro e bronze. Meu orgulho, no entanto, foi diminuído por múltiplas falhas do país que é tão querido em meu coração. Racismo, a lei de armas, os maus-tratos a imigrantes e um presidente que espalha ódio estão no topo de uma longa lista. Eu escolho sacrificar meu momento hoje no topo do pódio para chamar atenção a questões que, creio, precisam ser resolvidas. Eu encorajo a todos que usem seus meios e p