#perdeuorabo. “Não vou chancelar a censura”


#perdeuorabo
. ”NÃO VOU CHANCELAR CENSURA”. Henrique Pires, secretário da Cultura (o equivalente a ministro da Cultura em outros governos), pediu demissão hoje do cargo dizendo que não vai chancelar a censura que está sendo imposta pelo governo Bolsonaro.

O ministro Osmar Terra, a quem Pires estava subordinado, suspendeu um edital para apoio com recursos da Ancine a projetos de TVs públicas que tinham como temática o mundo LGBT.

A portaria foi assinada por Terra e Bolsonaro. Na semana passada, o presidente havia listado uma série de projetos com temática LGBT em sua live semanal dizendo que não ia deixar dinheiro público ser usado para este tipo de projeto. Disse ainda que já teria cortado todo mundo na agência se não fossem cargos com mandato.

Hoje, ao G1, Henrique Pires, que é jornalista, disse: “Isso é uma gota d’água, porque vem acontecendo. E tenho sido uma voz dissonante interna. Eu tenho o maior respeito pelo presidente da República, tenho o maior respeito pelo ministro, mas eu não vou chancelar a censura”.

Na foto, Henrique Pires.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado e terno