#perdeuorabo. O anjo virou o diabo.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

O advogado do Bolsonaro, o tal Fred Wassef que abrigou o Queiroz, não para de falar. E não sei não, mas ele meio que andou dando uma ameaçada em Bolsonaro na entrevista que deu pra Veja.

Ele contou que ofereceu suas casas pro Queiroz porque queria proteger o presidente. Wassef diz que ficou sabendo que queriam matar o Queiroz e botar a culpa na Family. Sabe como é, queima de arquivo, evitar delação… . Hmmmm. Sei não. Não parece uma defesa preventiva? Te cuida, Queiroz!

Wassef também diz que o ministério público já sabia fazia tempo que o Queiroz estava em Atibaia e que a prisão feita agora foi um plano do Witzel para criar cortina de fumaça por conta do seu impeachment, ajudado pelo Dória que também não gosta de Bolsonaro. Aff, Tixa!

E rolaram outros três recadinhos pra Bolsonaro:
📌“ Não se deveria virar as costas para antigos aliados”
e
📌“Eu amo o presidente”.
e
📌“Entrei em modo guerra. Quando isso acontece, viro o diabo”

Outros trechos:
#QUESTÃO HUMANITÁRIA
“Imaginava aquele cidadão sendo torturado psicológica e emocionalmente, sofrendo um assédio terrível. O presidente Bolsonaro simplesmente cortou contato ou relação com Fabrício Queiroz. Da mesma forma, o senador Flávio Bolsonaro se distanciou completamente. E eu imaginei o que seria para aquela pessoa. De repente, não está mais com os seus amigos, doente e assediada.”

#ASSASSINATO
“Havia um plano traçado para assassinar Fabrício Queiroz e dizer que foi a família Bolsonaro que o matou em uma suposta queima de arquivo para evitar uma delação”.

#ELENÃO SABIA
“O presidente da República jamais teve conhecimento da autorização para que o Fabrício, caso quisesse, pudesse estar nessas propriedades.”

#VIDENTE
Veja pergunta: O senhor disse que nunca falou desse caso com o presidente. Como, então, ele disse numa live no dia da prisão que o Queiroz estava lá fazendo um tratamento?
Wassef: Eu não sei como o presidente ficou sabendo.

#UM BOM ARGUMENTO
“Nunca alguém me chamou de anjo. Nunca o presidente Bolsonaro me chamou de anjo e duvido que ele chamou alguém de anjo na vida.”

UM #ANJO
“meu objetivo único era preservar aquela vida para que ela pudesse servir ao Poder Judiciário do Rio de Janeiro, ao Ministério Público e aos meus interesses enquanto advogado do senador Flávio Bolsonaro.”

#CASA CAIU
“Eu sabia que eu seria usado pelos inimigos para atacar o presidente Bolsonaro. Então decidi deixar o caso. O Flávio insistiu para que eu não deixasse, mas eu disse que, se eu continuasse, iria prejudicá-los.”

ADRIANO #HERÓI
“Fala-se sobre esse tal de Adriano como um miliciano. Adriano tinha ficha limpa e respondia a um processo criminal que, pelo que eu apurei, é uma fraude. As forças ocultas do Rio de Janeiro decretaram … Ele foi pego vivo. Torturaram, quebraram suas costelas, bateram em sua cabeça.”