#subindopelasparedes. Arrumando as Malas.

O supremo Toffoli trabalha até tarde e concede prisão domiciliar para Geddel Vieira Lima.

Tiiiixa do céu! Tu tá de brincadeira? Não, mon amour. O STF concedeu ontem à noite, mais precisamente às 23h53, liminar para que Geddel fosse cumprir em casa sua pena. 

Onze e cinquenta e três da noite, Tixa? Sim. Esse povo trabalha pesado, darling!

O ex-ministro de Lula, que está preso na Bahia, foi testado duas vezes pra Covid-19. Na primeira deu positivo, mas na segunda, negativo. Daí, a defesa alegou que, diante dessa indecisão do vírus, o preso que está no grupo de risco e tem comorbidades, tinha que ir pra casa. Toffoli acatou. 

O ministro disse em sua decisão que o centro prisional não tem condições de dar o tratamento adequado ao preso e que isso poderia matar o sujeito. 

Não teve o mesmo direito o ex-deputado federal Nelson Meurer, primeiro condenado pelo Supremo na Lava Jato. Desde o final do ano passado a defesa tentava conseguir a prisão domiciliar pois Meurer tinha uma série de doenças. Foi infectado pelo coronavírus e piorou. Mesmo assim o STF negou o pedido e ele morreu no último domingo. 

PP. Para os Perdidos. Geddel Vieira Lima é aquele mesmo, darling. O homem dos R$ 51 milhões na malas, que a PF encontrou em seu apartamento.